Olá!

Somos o Timbre. Um espaço de opinião sobre música vibrando em novas frequências.

Samba Esquema Noise - Mundo Livre S/A

Samba Esquema Noise - Mundo Livre S/A

0586b85d59cad10e9c1b79bf2bd40ffe.jpg

Samba Esquema Noise

Mundo Livre S/A
Banguela Records
1994
Manguebeat, Sambarock
O que achamos: Muito Bom

“Sou trabalhador, sim / eu tenho uma alma que deseja e sonha”, canta Fred 04 em “A Bola do Jogo”, faixa do maravilhoso Samba Esquema Noise. O versos, cantados com força e segurança, afirmam o lugar de onde o Mundo Livre S/A emitia sua mensagem em 1994 e revela o lugar para onde eles estavam olhando naquela época: o Brasil vivo, invisível e colorido. Se colocando como “heróis do proletariado tropicais”, a banda, uma das fundadoras do movimento manguebeat (também idealizado por Chico Science e cia), junta em seu Samba Esquema Noise os ritmos do Brasil com os do mundo: o samba, o reggae, o funk americano, o hip hop e o maracatu se metem no esquema e são o palco em que a banda se apresenta.

Assim como toda geração acredita que está na iminência de viver o futuro, o universo de Samba Esquema Noise se encontra perdido num meio termo nada equilibrado entre o ontem e o amanhã, onde a modernidade acaba deixando como subproduto de seus avanços a desordem que é imposta sobre a periferia. Como se não bastassem os muitos elementos eletrônicos no álbum confirmando isso, a anti-poesia de Fred 04 se soma ao caos. A primeira faixa, “Manguebit”, dispara contra o ouvinte seus versos rápidos: “Um vírus contamina pelos olhos, ouvido / Línguas narizes fios elétricos / Ondas sonoras, vírus conduzidos a cabo / UHF, antenas agulhas”. A tecnologia, que aqui se confunde com o orgânico, se constitui em obstáculo para a vida dentro das ideologias e princípios de quem tem consciência de seu lugar no mundo.

O sambarock de “Livre Iniciativa” avança na construção do tema e na contextualização do álbum. É uma ironização da lógica de trabalho neoliberal, de uma sociedade conduzida pelo lucro e exploração do trabalho numa canção que sugestivamente se sustenta por ritmos populares e revolucionários como o rock e o samba.

O nosso herói do proletariado aqui vem dos trópicos e, enquanto sua mente lateja diante da noção do capitalismo selvagem e do subdesenvolvimento que o cerca, ele encontra pausas para apreciar as belezas do amor. Em “Uma Mulher com W... Maiúsculo” e “A Musa de Ilha Grande”, Zeroquatro retrata paixões tropicais com seu jeitão descontraído e evitando qualquer tom de pieguice que isso possa indicar.

No entanto, a verdadeira canção de amor é a homenagem a Recife, cidade da banda, na canção “Cidade Estuário”, afinal, o “mangue” que a banda representa está totalmente ligado à “recifecidade” que é exaltada na canção: “O mangue injeta, alimenta, abastece, recarrega as baterias da beleza / Esclerosada, destituída, debalterada, engrudecida”.

Levando a música recifense a um nível de inovação e piração muito brasileiros e colocando a música brasileira no cenário mundial do rock alternativo, o Mundo Livre S/A pintou um retrato suado e colorido de uma realidade compartilhada em Samba Esquema Noise. É uma obra que consciente da história da música popular brasileira e que se direciona com muita clareza ao povo, se constituindo como um monumento cultural do Brasil e ao trabalhador brasileiro.

Loma - Loma

Loma - Loma

Black Panther: The Album – Music from and Inspired By — Vários Artistas

Black Panther: The Album – Music from and Inspired By — Vários Artistas