Olá!

Somos o Timbre. Um espaço de opinião sobre música vibrando em novas frequências.

Cardellicious - Fábio Cardelli

Cardellicious - Fábio Cardelli

27544725_563507190675765_4935768378992745947_n.jpg

Cardellicious

Fábio Cardelli
Independente / Tratore
Janeiro/2018
Rock
O que achamos: Bom
 

O novo EP de Fábio Cardelli, o multi-instrumentista de São Paulo, é um trabalho de simplicidades expressivas. Remetendo ao indie rock dos anos 90 em muitos momentos, Cardellicious mantém uma estrutura básica se apoiando nos instrumentais muito bem executados e nas letras divertidas de Cardelli. A primeira faixa, "Depois de Nascer", por exemplo, tem um ar jovial de banda de garagem, mas que se recusa a ser reduzida a tal, entregando arranjos únicos para romper a barreira do esperado e surpreender o ouvinte.

O trabalho segue, no entanto, sem grandes surpresas, mas sem nunca cair num vórtice entediante. Há sempre um verso que engancha a atenção, sempre um riff interessante que implica num bate cabeça, mesmo que tímido. "A Carne da Flor", expressando uma vontade de se engajar num ato de intimidade psicodélico e explosivo, representa bem a sonoridade carregada que predomina no álbum.

No entanto, é seguro dizer que o destaque do trabalho vai para a ótima "Shirley", onde o artista encontra equilíbrio nos acordes doces e numa letra mais delicada. Uma tensão é construída antes da próxima estrofe entrar. "Eu entrei na fila só pra poder te ver / e eu peguei a senha só pra poder falar com você...", expressando uma devoção leve, reforçada pelo nome de Shirley, que é chamado diversas vezes durante a faixa, entre choros e sussurros. 

Um trabalho de competência instrumental e emocional de um artista que se expressa muito bem em poucas palavras, que se dá a liberdade para pintar canções pouco ortodoxas, mesmo que seja em estruturas já conhecidas. Uma boa pedida para uma cerveja ou para um café, para lembrar das Shirleys ou dos amigos perigosos.

Microshift - Hookworms

Microshift - Hookworms

Mal dos Trópikos, Construindo a Ponte da Prata Roubada - Makalister

Mal dos Trópikos, Construindo a Ponte da Prata Roubada - Makalister