Olá!

Somos o Timbre. Um espaço de opinião sobre música vibrando em novas frequências.

Snares Like a Haircut - No Age

Snares Like a Haircut - No Age

a2361037514_10.jpg

Snares Like a Haircut

No Age
Drag City
Janeiro/2018
Punk, Noise Rock
O que achamos: Muito Bom

Existe uma franqueza e insolência no punk que não pode ser quantificada. É um movimento brusco em ondas sonoras: simples, ágil, agressivo e eficaz. É animalesco, sem pensar duas vezes, aquele conhecido espírito DIY se apossando de tudo que vê pela frente, independente de sua fórmula, variação ou linhagem. O No Age sempre entendeu isso muito bem, criando um universo próprio dentro da categoria. No seu quinto álbum, o duo de Los Angeles consegue elevar o próprio material a novos parâmetros.

Snares Like a Haircut emerge depois de um hiato de cinco anos da banda. Cinco anos é tempo o suficiente para sentir-se arrebatado pela passagem de tempo por ser uma espécie de limbo linear ― ou é muito ou não é nada, ou só mais um período perdido através do que chamamos de vida adulta. Esse sentimento de choque, melancolia e frustração guia todas as 12 faixas do álbum.

Apesar de não possuir a menor pretensão de se amarrar a um grande conceito, a temática do No Age de 2018 é direta; estão mais velhos, mais sábios, mais auto suficientes porém igualmente confusos e um pouco menos otimistas. Seu lema deveria ser “realista, não depressivo”.

Se seus outros trabalhos eram mais fechados dentro de si, esse tem um comprometimento em ser mais fácil, mais acessível. Talvez por ser mais pessoal, a digestão do material ainda é complexa, sem o mínimo flerte com o que é denominado mainstream, para quem liga para essas coisas. A própria sonoridade não abre muito espaço para isso. O punk retumbante, levemente distorcido, que bebe da fonte do shoegaze e do Sonic Youth e flerta com o pós-punk nos momentos mais introvertidos, não é acolhedor às massas por definição.

Mas é dinâmico, proveniente de um crescimento criativo e uma confiança inabalável no próprio som. Entre estáticas, experimentações instrumentais, texturas brutas e sintetizadores sutis, o No Age cria uma força cinética e dá mais vitalidade àquilo que insistem em acreditar que está morto.

Em um mundo no qual a grande parte do consumo de música é individualizado, dois caras decidiram fazer um álbum que relembra que o rock ― quem sabe a música como um todo ― é e ainda tem o potencial de ser, um ato de coletivo. Concebido para ser tocado ao vivo, explodindo de um som de um carro em alta velocidade, seja na porrada chamada “Tidal” ou na sensibilidade existencial de “Send Me”, Snares Like a Haircut é uma experiência que deve ser compartilhada. Ouça-o em público, preferencialmente em grupo, e o ouça-o no último volume.

Con Todo El Mundo - Khruangbin

Con Todo El Mundo - Khruangbin

Rifles and Rosary Beads - Mary Gauthier

Rifles and Rosary Beads - Mary Gauthier