Olá!

Somos o Timbre. Um espaço de opinião sobre música vibrando em novas frequências.

I'll Be Your Girl - The Decemberists

I'll Be Your Girl - The Decemberists

I'll Be Your Girl.jpg

I'll Be Your Girl

The Decemberists
Capitol
Março/2018
Folk Rock
O Que Achamos: Bom

I’ll Be Your Girl soa como um álbum perfeito para ouvir na estrada. O oitavo trabalho de estúdio do grupo The Decemberists é tenso e energético, por vezes redundante, mas não significa que seja um trabalho ruim. Lançado sobre o selo da Capitol e sob as asas de John Congleton, o grupo se reinventa na ideia de minimizar para maximizar e com algumas influências e referências através das entrelinhas.

Dotado de uma produção metódica e extremamente tradicional (“We All Die Young” é uma rara exceção) o trabalho é marcado por uma firmeza e uma clareza que se destacam até mais que a originalidade do registro. O conjunto guitarra-baixo-bateria executados sempre em um padrão que evocam a época de ouro folk-rock americano aliado à mistura dos vocais sólidos masculinos em contraste com os vocais doces femininos formam um belo conjunto e apesar do sintetizador discreto, que por vezes se sobressai em meio a tanta interferência, a obra é lembrada por essa sonoridade séria, mas não intimidadora.

As composições apresentam-se em um confuso conjunto que por vezes deixa a desejar. Letras repetitivas e com pouca evolução atrapalham e por mais que existam boas composições, ficam soterradas por aquelas que são apenas medianas e isso é um dos grandes erros desse trabalho. Faixas como “We All Die Young” e “Everything Is Awful” são exemplos disso: não exatamente ruins mas também não tão boas, apenas imaturas demais para uma grupo com grande tempo no mercado. Em contrapartida, “Tripping Alone”, um dos grandes momentos do registro, deveria servir como base para e referência por trás desse trabalho. Outro destaque é “Rusalka, Rusalka/Wild Rushes” uma canção em duas partes sobre um romance com uma sereia que acaba tendo um fim trágico.

Em um conflito entre uma boa produção, que não é tão original, mas ainda assim boa, e uma parte lírica fraca, The Decemberists conseguiu executar um trabalho audível onde até mesmo as piores faixas servem para cantar durante o banho.

Novas Famílias - Marina Lima

Novas Famílias - Marina Lima

O Menino Que Queria Ser Deus - Djonga

O Menino Que Queria Ser Deus - Djonga