Olá!

Somos o Timbre. Um espaço de opinião sobre música vibrando em novas frequências.

Club Classics Vol. One - Soul II Soul

Club Classics Vol. One - Soul II Soul

Club_classics_vol._one.jpg

Club Classics Vol. One

Soul II Soul
Abril/1989
Virgin
R&B, Dance; Eletrônica
O que achamos: Bom

Ao final dos anos 80, um grupo de jovens britânicos abalou o mundo com sua música irreverente e que trazia o frescor do novo em cada nota. Até 1990, eles levaram um Grammy, dois singles Top 10 nas paradas mundiais e cimentaram um novo gênero musical no pensamento coletivo, sem ninguém perceber.

O Soul II Soul, em sua formação clássica que gravou Club Classics Vol. One continha sete jovens negros de Londres, que ficaram famosos na cena noturna pelo seu estilo de vestir diferente e por animar qualquer festa com seus setlists de DJs. Com Jazzie B (exponente mais famoso do grupo à época) por trás de toda a produção, os sete compuseram músicas próprias e em ´89 estouraram com os singles “Back To Life (However Do You Want Me)” e “Keep On Movin’”, e venderam mais de um milhão de cópias de um dos primeiros álbuns clássicos mainstream da música eletrônica dançante.

O álbum é simples para o ouvinte de 2018. As batidas de R&B downtempo com um toque de hip-hop em repetições cíclicas, riffs de piano e vocais femininos expansivos são a raiz do house que ouvimos em raves e baladas mundo à fora, e esse estilo inicial de eletrônico, quando ainda nem era classificado como eletrônico e sim dance, já soa muito datado.

Tentando ouvir como se fosse um ouvinte do início dos anos 90, a coletânea de músicas apresentadas pelo grupo é uma curadoria irretocável de clássicos. Os vocais de Caron Wheeler e Rose Widross são lindos, e remetem a uma época de cantoras negras desconhecidas ficando famosas em faixas de produtores eletrônicas. As letras não muito coesas e apenas existentes para formar sons também viraram standards do eletrônico para rádios.

Destaques do álbum, “Keep On Movin’”, “Fairplay” (a música mais interessante do álbum, falando sobre uma amante que acha justa sua posição e tenta convencer seu amado a manter esse status mesmo ele gostando de outra mulher), “Happiness” e “Back To Life” em sua versão a capella fariam um EP matador. Mesmo assim, as outras faixas de Club Classics Vol. One são bem entrosadas com o clima que os highlights criam, mantendo a energia proposta pelos artistas.

Agora, se imagine em uma boate as 4 da manhã, quando o DJ começa a diminuir o ritmo para um house mais tranquilo. Se você gosta desse momento e quer conhecer um pouco das origens desse tipo de música, ouça esse registro. O Soul II Soul não fez um álbum incrível. Na verdade, esse disco tem muitas falhas. Mas o que ele trouxe foi tão divertido e diferente, que fortaleceu seu status para a história da música.

Apesar do grupo nunca ter atingido o sucesso dessa magnitude novamente, Jazzie B prosseguiu sua carreira como DJ e como produtor de sucesso, e Nellee Hopper também, inclusive produzindo um dos álbuns chaves da música em 1993, o Debut da Björk. Club Classics Vol. One foi um tiro certeiro na direção correta, o futuro. E os anos 90 se banharam nessa fonte de criatividade.

As Melhores Músicas de Fevereiro 2018

As Melhores Músicas de Fevereiro 2018

TOTEP - Kero Kero Bonito

TOTEP - Kero Kero Bonito