Olá!

Somos o Timbre. Um espaço de opinião sobre música vibrando em novas frequências.

Conheça o Agapantos

Conheça o Agapantos

No Novas Frequências de hoje, apresentamos a banda paulistana Agapantos, com seu som diverso e composições bem elaboradas. Eles fazem música vem do fundo da mente para a superfície dos sentimentos.

 Foto Gabriel Potter

Foto Gabriel Potter

Os primeiros segundos de Retrognóstico, álbum de estreia de Agapantos, traz um riff de guitarra que soa como um anúncio, um chamado para algo importante que será dito. O que se sucede é um conjunto de obras transbordando inspiração e competência, onde solos de guitarra, letras maduras e melodias que engancham bem o ouvinte se sobrepõem para criar um trabalho de emoções puras e complexas. E pensar que é só o primeiro registro da banda, que iniciou suas atividades em 2015 e é formada por Fernando Martines (vocais e guitarra), Fernando Mendes (vocais e piano), Carlos Senna (baixo), Giovanni Pilosio (guitarra) e Gustavo Popo (bateria).

Cada membro traz seu toque especial à sonoridade da banda, que se apoia em harmonias vocais e instrumentais para navegar na psicodelia deliciosa de faixas como a intensa "Quem Diria". É como se o Agapantos se colocasse contemplativo no centro de um jardim em constante metamorfose, e tudo o que floresce, cresce ou morre libera cores e luzes refletidas nas canções de Retrognóstico

Com uma sabedoria e perspicácia de veteranos, mas uma crueza e autenticidade típica das melhores bandas jovens, Agapantos faz música que soa simultaneamente íntima e expansiva. A gente fica aqui vibrando por eles e os agradece por estar pintando com as mais vibrantes cores a cena da música independente e autoral do Brasil. Que o jardins dos caras nunca pare de florescer e se transformar ;)

Ouça Agapantos no Spotify:

10 músicas para contemplar sua existência no dia do seu aniversário

10 músicas para contemplar sua existência no dia do seu aniversário

A Laughing Death in Meatspace - Tropical Fuck Storm

A Laughing Death in Meatspace - Tropical Fuck Storm